• Polícia 11/10/17 | 14:51:31
  • Operação Rescaldo 2: Duas prisões realizadas em Capinzal
  • Apreendidos sobre suspeita de integrar uma facção criminosa.
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Diego Ricardo
  • Foto: Polícia Civil / Diego Ricardo

Capinzal - Dois homens foram presos em Capinzal na manhã desta quarta-feira (11) durante a "Operação Rescaldo 2", desencadeada pela Polícia Civil nos municípios de campos Novos, Capinzal, Balneário Camboriú e Joinville. A informação foi confirmada pelo delegado regional de Campos Novos, Adriano Almeida, que coordenou a operação.

 


Conforme o delegado, os suspeitos estariam vendendo e armazenando drogas em associação com uma facção criminosa que age no Estado. No total foram nove mandados de prisão (em desfavor de oito homens e uma mulher) e nove mandados de busca e apreensão.

 


A ação iniciou por volta das 6h e contou com a participação de 50 policiais civis. O delegado Adriano Almeida ressalta que a "Operação Rescaldo 2" é resultado da continuidade das investigações relacionadas ao tráfico de drogas, associação ao tráfico e participação em uma organização criminosa, que culminaram na "Operação Rescaldo", deflagrada no dia 29 de setembro, em que a Polícia Civil cumpriu 16 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão.

 


Os alvos da operação na manhã de hoje participavam da organização criminosa responsável pela venda, armazenamento e distribuição de cocaína, maconha e crack em diversas cidades do Meio-Oeste de Santa Catarina. Entre os homens com mandado de prisão expedido havia um taxista que tinha como atribuição o transporte das drogas, bem como dois grandes fornecedores de drogas da organização criminosa, sendo um de Joinville e outro de Campos Novos.


Em entrevista ao repórter Alexson Luiz, da Rádio Barriga Verde, o delegado Adriano Almeida detalha sobre a ação realizada em Capinzal, bem como nos outros três municípios.

 

comentários