• Polícia 19/05/17 | 05:55:57
  • Período tão grande sem assassinatos não acontecia há 14 anos em Chapecó
  • Município já está há quase três meses sem registrar homicídios
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Oeste Mais/Adalmir Kaiser
  • Foto: MB Comunicação

"Há 14 anos Chapecó não vivia um período tão grande sem registrar homicídios. Já são 78 dias sem nenhum caso. Isso é motivo de orgulho e satisfação para toda a sociedade chapecoense". A afirmação é do delegado regional de Polícia Civil de Chapecó, Wagner Valdivino Meirelles, durante a primeira edição de 2017 do Almoço Empresarial do Varejo, realizada nesta quarta-feira, dia 17. A iniciativa promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) contou com a participação de 125 pessoas lotando Cantina do Cesec.

O delegado regional abordou a temática "Segurança Pública em Chapecó - Desafios e Perspectivas", destacando o excelente momento que o município vive no que diz respeito à segurança pública. "Chapecó tem como base o Plano Nacional de Segurança Pública, uma proposta de parceria entre o governo federal e os governos estaduais para o enfrentamento da criminalidade que pauta-se em três pilares básicos: integração, colaboração e cooperação", salientou.

Segundo Meirelles, o sucesso do combate ao crime no município deve-se graças à integração entre os demais órgãos de segurança pública. "Esse trabalho conjunto é o responsável pelo combate e a redução do número de homicídios dolosos, feminicídios e crimes de violência contra a mulher. Além disso, moderniza e racionaliza o sistema penitenciário e oportuniza o combate integrado à criminalidade organizada transacional", reforçou.

Realidade em números

Meirelles trouxe informações do Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP) que demonstra os números da criminalidade em Chapecó. "Nos anos de 2016 e 2017 foram registradas 222 ações policiais no município. Deste total, 132 foram realizadas no ano de 2016 e 90 no ano de 2017, no primeiro quadrimestre. As ações registradas tratam de cumprimentos de mandados de prisão, de prisões em flagrante e de cumprimentos de mandados de busca e apreensão. A Polícia Civil de Chapecó solucionou 100% dos homicídios registrados em 2017, prestando contas à sociedade sobre o trabalho que está sendo desenvolvido", observou.

Município bem visto

De acordo com o presidente da CDL de Chapecó, Clóvis Afonso Spohr, o trabalho que está sendo desenvolvido em favor da segurança pública do município torna-se um atrativo para que outras empresas instalem-se em Chapecó, trazendo maior movimentação econômica também para o comércio.

"Nos sentimos confiantes e temos a certeza de que isso coloca a nossa cidade ainda mais em evidência, demonstrando a grandeza desse povo. Trabalharemos juntos com os órgãos de segurança pública para que não somente o comércio, mas todos os chapecoenses tenham tranquilidade e motivação para investir na nossa terra", finalizou.

comentários