• Geral 16/02 | 10h46
  • Aposentado capinzalense solta o verbo na reforma da previdência social.
  • Gumercindo se mostrou indignado com a posição do governo
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Rádio Barriga Verde/ Aderlan Miotto
  • Foto: Aldo Azevedo

Reforma da previdência social, este é um dos assuntos que mais esta preocupando os brasileiros. Pois conforme a proposta apresentada pelo governo Temer, além de fixar uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, as novas regras, se aprovadas, irão atingir trabalhadores dos setores públicos e privados. Um dos mais prejudicados nesta situação serão os agricultores, haja vista que o tempo de serviço não terá tanto valor, ou seja, só se aposenta quem tiver no mínimo 25 anos de contribuição e 65 anos de idade.

 

O governo federal estima que deixará de gastar cerca de R$ 740 bilhões em 10 anos, entre 2018 e 2027, com as mudanças propostas por meio da reforma da Previdência Social. Desse valor total, as mudanças no INSS e nos benefícios por prestação continuada (BPC) representariam uma economia de R$ 678 bilhões e, nos regimes próprios, de cerca de R$ 60 bilhões.

 

O departamento de jornalismo da Rádio Barriga Verde, já esteve evidenciado muito esse assunto, inclusive buscando informações com profissionais da área de advocacia. E na manhã desta quinta-feira, dia 16, o capinzalense aposentado, Gomercindo Meneses, procurou a nossa emissora para expor a sua opinião sobre este assunto. Gumercindo se mostrou indignado com a posição do governo.

 


Ouça:

  • Acesso Rápido:
Copyright 2010 - 2011 - Rádio Barriga Verde AM - Todos os Direitos Reservados - Design Alexandre Schermach